Curando a emoção para desatar na unção

(Salmo 25.16-22)

Há muitos discípulos paralisados e infrutíferos por causa de feridas na alma. O maligno ataca os seres humanos desde o ventre materno, para que levem, pelo resto de suas vidas, feridas e lembranças que lhes tiram a liberdade e impedem de serem o que Deus quer que sejam.
O inimigo tem atingido a alma de muitos discípulos, fazendo-os melindrosos e refratários a todo nível de confronto, o que lhes impede de serem confortados e consolados. Mas nosso Senhor Jesus, que quer uma Noiva liberta, sadia e sem melindres, agirá a nosso favor e nos curará. Deus quer discípulos plenamente libertos e curados para liderarem o Seu projeto de conquistar territórios aqui na Terra (famílias, cidades, estados, nações). Hoje Deus vai nos confrontar e nos destraumatizar, a fim de fazer de cada um de nós líderes de sucesso em todos os níveis de liderança. Aleluia!

COMO SABER SE SOU UM DISCÍPULO COM EMOÇÕES AFETADAS?
São muitas as evidências de alguém traumatizado na alma; dentre elas citamos: mágoas, perfeccionismo, depressão, desvalor, amargura, rejeição, insegurança, medo, fugas, falta de perdão, agressividade, indiferença, complexos, hipersensibilidade, perversões sexuais, ódio.
Os traumas emocionais geram pessoas aprisionadas e limitadas. Afetando seus conceitos, seus valores e sua identidade em Cristo, trazendo a crise e a dor. Desta forma há sofrimento no lar, na célula, na igreja, no trabalho por causa dos relacionamentos mal conduzidos, em virtude daquelas deformidades que estão na alma. Tais pessoas estão em constante conflito consigo mesmo e com os outros, agindo com medo, cobranças e desconfiança, por causa das constantes decepções.

DISCERNINDO OS PRINCIPAIS ALVOS DE SATANÁS:
As crianças são o principal alvo de Satanás, pois ele sabe que se conseguir traumatizar a alma de uma criança, terá grandes chances de produzir um adulto deformado. Antes mesmo do nascimento ele já está agindo por meio das adversidades na concepção e gestação, tentativas de abortamento, brigas do casal, morte, divórcio. Na infância, tenta traumatizar por meio de pais cruéis, abusos físicos, morais e sexuais, castigos desumanos, separação dos pais, morte de pais ou entes muito queridos, brigas do casal, cenas de violência.
Além das crianças, os filhos de Deus também são alvos do maligno, pois ao aceitarem Jesus como Senhor e Salvador muitos sofrem rejeição, calúnia, ódio, mágoa, desprezo dos familiares, parentes, colegas e amigos, o que pode traumatizá-los e gerar feridas emocionais.

MÁGOA – A CADEIA INFERNAL
Satanás sabe que através da mágoa ele pode nos prender às pessoas que nos feriram, porque as feridas prendem pela mágoa. Toda vez que ao ser ferido eu permito que a mágoa entre em meu coração, eu me amarro ao meu agressor pelas cadeias da mágoa e estou pondo em ação mais um plano diabólico contra a minha vida. As cadeias da mágoa PRENDEM O FERIDO A QUEM O FERIU! Ter mágoa de alguém é amarrá-lo a você, é ser escravo dele, ainda que não saiba! Com cadeias de mágoa no coração o discípulo está incapaz de amar e ser amado. Ninguém escolhe ser ferido e nem sempre tem culpa de o ser, mas deixar a ferida crescer e contaminar todo o ser, pela aceitação da mágoa, é abrir porta para Satanás – e isto é pecado!

MÁGOA ALIMENTADA – AMARGURA ENRAIZADA ( Hb 12.15)
Amargura é aquele sentimento de mal-estar produzido pela ferida que foi adubada por ressentimento e mágoa. Sempre que sua mente se detém em lembranças desagradáveis, você está abrindo caminho para que a ferida se degenere em amargura. Se você recebe a ferida e alimenta a mágoa, a amargura virá! Você estará cheio de ódio e falta de perdão.
Uma pessoa amargurada tem a mente cheia de argumentos e possui fortalezas terríveis, com muralhas enormes, na alma. A amargura manifesta-se de várias formas: nas palavras e atitudes (por isso é que contamina) e nas enfermidades físicas e psíquicas. Um líder de sucesso não pode estar enlaçado pela mágoa, nem amargurado, para não contaminar seu território através de suas palavras e atitudes. Alguém pode estar amargurado consigo mesmo, com os outros e até com Deus. A solução para tal flagelo é aplicar o perdão e a Palavra de Deus!

A FORÇA DO PERDÃO (Mt 18. 23-35)
Não perdoar é estar preso ao passado, é ser prisioneiro das pessoas do passado. Perdoe e aja como Deus: seja misericordioso e perdoador. Quem não perdoa é atormentado por verdugos (ou atormentadores). Perdão libera perdão! (Mt 18.35)
Não perdoar é pecado! E isto nos coloca como prisioneiros de Satanás! Só seremos perdoados do pecado de não perdoar, quando liberarmos o perdão para o nosso ofensor (1 Jo 1.9). Um líder de sucesso é alguém que libera o perdão por uma questão de convicção, de fé. Tome uma posição agora mesmo e aceite sua responsabilidade no fato de não perdoar aos que lhe feriram (deixe de culpar os outros por causa do seu pecado de não perdoar). Confesse a Deus o seu pecado de não perdoar, estar magoado e amargurado.
Pergunte a você mesmo se quer ser curado (Jo 5.6). Peça ao Espírito para lhe mostrar seu real problema e como orar a respeito (Tg 4.3). Perdoe a todos os envolvidos na sua história de dor. Perdoe a si próprio. Assuma sua identidade de liberto em Cristo, vencedor e líder de sucesso quanto sua vida pessoal, familiar, celular, ministerial.

Pastor Aurelio Jesus Santos
Pra Susana M. B. Santos
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *