Escola Bíblica de Férias

Criança

Modelo de como Organizar

Escola Bíblica de Ferias é um trabalho especial que visa alcançar o segmento infantil. Ela contribui para a formação de hábitos cristãos, alem de funcionar como agente incentivador da Escola Dominical.
Ela procura atingir vários objetivos ao mesmo tempo:
 Evangelizar crianças não-evangélicas, conduzindo-as a Cristo;
 Procura despertar nos responsáveis o prazer de ver seus filhos glorificando a Deus durante os dias do evento;
 Procura desenvolver atividades diversificadas durante o período da E.B.F.
 Dar oportunidade às crianças evangélicas de crescerem no conhecimento da Palavra de Deus de uma maneira dinâmica e alegre;
 Dar oportunidade aos responsáveis de crescimento espiritual, participando de palestras, dinâmicas, oficinas e comunhão.
 Levantar pessoas para o trabalho no Ministério infantil.
1- Planejamento 
Tema: Frutos para o Brasil (sugestivo)
– Equipe de Trabalho
 Coordenador: liderança, organização e supervisão de todo o trabalho;
 Professores: separados para lecionar nas classes;
 Auxiliares: cooperação com os professores;
 Apoio logístico e segurança: observação da disciplina das crianças, inclusive nos corredores e banheiros. No mínimo, 20 pessoas devem ajudar a estabelecer a ordem no recinto, mantendo-se sempre atentos e qualquer movimento de crianças que provoque tumulto e algazarra, pessoas estranhas;
 Equipe médica: profissionais na área da saúde, preparados para atender a emergências;
 Artes e cenografia: desenhar, projetar e articular os espaços que serão usados, com cenários, decoração de acordo com o tema;
 Teatro e dança: pessoas responsáveis pelos ensaios e apresentações de peças e musicais;
 Louvor: criação ou escolha do hino oficial e demais cânticos;
 Programação visual e divulgação: pessoal para criar logomarca, confeccionar cartazes e divulgação do evento;
 Recepção: fornecer relatórios, fichas de inscrições, organizar crachás, além de registrar as decisões por Cristo. Também encarrega-se de distribuir as lembrancinhas aos participantes da E.B.F.
 Responsáveis pelo lanche: organização e distribuição dos lanches;
 Responsáveis pela recreação: organizar atividades e material para as mesmas com antecedência;
 Responsáveis pela limpeza: Além dos funcionários (caso a Igreja tenha), pedir as equipes que deixem os locais limpos, onde atuaram;

2- Divulgação
A propaganda é um poderoso instrumento de divulgação. Ela poderá ser feita através de recursos audiovisuais tais como: jornais de bairro, cartazes espalhados pela igreja, faixas de tecido ou plástico fixado em ruas ou lugares estratégicos, divulgação em rádios e nas escolas públicas e particulares através de folhetos etc.
O primeiro passo é divulgar entre as crianças nas classes dominicais.

3- Programação 
A duração do evento de acordo com a necessidade e realidade da igreja, no mínimo de 2 dias à uma semana, separando-se duas horas e meia para cada reunião diária. As reuniões podem ocorrer no período da manhã ou tarde; tudo vai depender da disponibilidade da maioria.
A programação deve incluir atividades interessantes. Assim, os matriculados não desistirão por falta de estímulo.
4- Organização 
O primeiro trabalho da E.B.F. começa a partir das inscrições, que devem ser feitas gradativamente durante os trabalhos normais da igreja. Para tanto, utiliza-se uma mesa localizada no pátio, onde o secretário fará as inscrições e estará pronto a prestar maiores informações e esclarecimentos. Um cartaz deve ser fixado perto da mesa para divulgar e incentivar a participação das crianças.
No ato da matrícula os inscritos receberão um documento contendo as normas da E.B.F. São elas:
Normas para professores e auxiliares
 Obedecer ao horário de chegada, ou seja, 15 minutos antes do início do trabalho;
 Procurar oferecer as crianças um tratamento especial, dando-lhe amor, atenção e carinho;
 Preparar o material didático com antecedência, o qual deve ser atraente, objetivo e criativo;
 Chamar a criança sempre pelo nome. Assim ela se sentirá valorizada;
 Em caso de indisciplina, procure contornar o problema com sabedoria, principalmente tratando-se de visitantes;
 Os auxiliares devem procurar cooperar onde houver necessidade, ficando sempre atentos e prontos a prestar socorro em qualquer situação;
 Tentar compreender cada criança e ter cuidado de não cometer injustiças ou deixá-la triste;
 Esteja sempre alegre e orando em espírito para que o Senhor opere no coração dos pequeninos;
Normas para os pequeninos
 Depois de entrarem no templo, são proibidos de saírem sozinhos da classe, irem ao banheiro ou ficarem nos corredores. Só poderão fazê-lo acompanhados do auxiliar ou supervisor;
 É proibido retirarem-se do templo, exceto com responsável ;
 É proibido riscarem os bancos e paredes da igreja;
 Exige-se silêncio total quando estiver ouvindo a mensagem;
 O comportamento é fundamental para alcançar as premiações
 O certificado será fornecido a todos os que comparecerem, no mínimo, durante quatro dias;
 Devem decorar os versículos para terem direito aos prêmios
 Convidar amiguinhos dá direito ao premio máximo da E.B.F.
5- Confecção de materiais e Compras 
A confecção de materiais da E.B.F. deve ser organizada com uma antecedência mínima de 3 meses. Serão necessários:

 Pasta de material do professor;
 Preparo de literatura específica para novos convertidos;
 Prêmios para os que levarem o maior números de visitantes, conseguirem memorizar maior quantidade de versículos, vencerem em concursos de conhecimentos bíblicos etc..
 Material para ornamentação de ambientes;
 Lembrancinhas para visitantes
 Material para a confecção de trabalhos manuais;
 Preparo de faixas para divulgação;
 Preparo de convites individuais para distribuição antecipada;
 Confecção de cânticos e versículos visualizados feitos em cartolina ou em transparência para retroprojetor;
 Crachás para serem fixados na blusa da criança ao entrar no templo;
 Preparo de atividades para cada classe de acordo com a idade;
 Compra de todos os produtos a serem utilizados na alimentação;
 Material de limpeza.
Obs: O planejamento do cardápio para o lanche pode contar com a participação dos pais.
6- A ordem do programa (Sugestão)
14h  Recepção
Desfile no quarteirão da igreja.
A Bandinha irá a frente com as crianças menores, e as demais crianças irão na retaguarda empunhando as bandeirinhas. Todas devem cantar alegremente o hino oficial da E.B.F. Os supervisores poderão distribuir bandeirinhas para as crianças da rua e convidá-las a participar do trabalho.
14:15 – Entrada no templo
14:20 – Oração e leitura bíblica
14:25 – Juramento a Bíblia “Prometo ser fiel a minha Bíblia, obedecendo as suas leis, procurando amar esconder a sua palavra no meu coração para não pecar”
14:30 – Corinhos – Saudação aos visitantes
14:40 – História dramatizada relacionada ao tema (uso de fantoches, peça e ou musicais)
14:50 – Divisão das classes
• Chamada – 5 minutos
• História Bíblica – 15 min
• Versículo prático e aplicação prática – 5 min
• Pergunta escrita ou oral – 5 min
• Atividades (Trabalhos manuais) – 20 min
16:00 – Retorno ao templo (devido ao grande número de participantes, não retornamos para o templo)
16:05 – Cântico
16:25 – Recreação e lanche
17:00 – Oração de encerramento, entrega de lembranças e saída por faixa-etária.

7- Culto de encerramento 

 Louvores
 Especial com fantoches
 Apresentação dos pais
 Palavra do pastor
 Entrega dos diplomas e agradecimentos
 Peça especial: Musical “Sementes da transformação.
 Oração e encerramento
8- Atividades para Adultos
Sugerimos que sejam organizadas palestras, dinâmicas e oficinas interessantes direcionadas aos responsáveis pelas crianças, pois muitos deles moram longe e precisam ficar na igreja esperando pelos filhos. As palestras evitarão que fiquem ociosos no templo. Caso seja possível, oferecer um lanche.

Fonte: Núcleo de apoio cristão
Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *