O fermento que fermenta a massa.

Quebra gelo: Pegue um copo com água e coloque um pouco de fermento (Pó Royal). O fermento em contato com a água vai crescer até transbordar do copo.

Texto base: 1 Coríntios 5:6 – “Não é boa a vossa jactância (orgulho, soberba, vaidade). Não sabeis que um pouco de fermento leveda a massa toda?”

A palavra de Deus nos mostra que se o pecado encontrar um coração, uma mente vazia de Jesus, ele pode se instalar e transbordar de atitudes pecaminosas. No texto citado vemos o fermento com conotação negativa.

Que podería ser o fermento em nossas vidas?

  • Na vida com Deus: Afalta de oração, da leitura da palavra, da intimidade com Deus, gerando o esfriamento do amor e a apostasia.
  • No relacionamento conjugal: A falta de diálogo, do amor e da fidelidade. Também gerando o esfriamento do amor.
  • Nos relacionamentos interpessoais: A falta da verdade, de cumplicidade e do amor ao próximo, gerando quebra de relacionamentos e isolamento, resultando no esfriamento do amor.

Qual seria a receita para combatermos esses fermentos? O amor!

  • Coríntios 13:13 – “Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.”
  • 1 Coríntios 13:4-7 – “O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”

Conclusão: Quando amamos a Deus sobre todas as coisas, amamos fazer o que nos aproxima Dele, oramos e lemos mais, gerando intimidade com Deus, e isso não é diferente no relacionamento conjugal ou interpessoal. Quando o amor é vivido nestes relacionamentos, eles deixam de ser sofredor e inconveniente e passa ser gostoso e gratificante.

Encerre, orando quebrando toda artimanha de Satanás que traz o pecado e profetize o Amor de Deus sobre cada pessoa em nome de Jesus.

Pr. Sérgio Silveira

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Fechar