Paredes do Coração

Introdução: Em Ezequiel 13 vers. 11 e 12 fala de paredes feitas com argamassas não temperada e o Senhor continua dizendo a Ezequiel, que haveria uma grande pancada de chuva, pedras grandes de saraiva,e um vento tempestuoso. E que estas paredes fenderiam e cairiam.

Oração da autora: Ponha mão no teu coração e feche os teus olhos.
Pai, em nome de Jesus eu abençôo estas mulheres, e profetizo como ministra e serva do Senhor, quando lerem cairá uma chuva torrencial de águas curadoras que vem do trono de Deus. E derrubará todas as paredes que aprisionam estes corações e em nome de Jesus haverá restauração de Deus pra todas elas amém.

Mensagem: Quantas de nós ou poderia dizer todas nós já levantamos paredes de auto defesa em torno do coração, e buscamos com isso reduzir as possibilidades de sermos feridas mas uma vez. E na maioria dos casos essa proteção acaba se transformando nos paredões de um cárcere pessoal que aprisiona nossa verdadeira personalidade.mas eu creio, em nome de Jesus cairão por terra todos os paredões dos traumas , da frustração, dos conflitos, da insegurança que te causou prisão interior e o Senhor Jesus vai restaurar os muros, ele vai restaurar o altar do seu coração e vai alinhar com o prumo de Deus, e você vai a partir de hoje andar com firmeza e estabilidade em nome de Jesus. A Bíblia nos fala em II crônicas 29 vers. 1 ao 11 de um rei que começou a reinar aos 25 anos de idade, ele foi rei em Jerusalém por 29 anos e fez o que era reto diante do Senhor.
De que rei eu estou falando? Ezequias.
Diz a Bíblia que no primeiro ano do seu reinado o rei Ezequias abriu as portas da casa do Senhor e as reparou, chamou os sacerdotes, os levitas e ajuntou-os em uma praça e disse: Santificai-vos, é tempo de viver vida de santidade, e também santificai a casa do Senhor Deus de nossos pais, e tirai de dentro dela toda a imundice, todo o pecado porque é tempo de santificar é tempo de tirar toda roupa suja, é tempo de tirar as mascaras e maquiagens e chegarmos diante de Deus com o rosto limpo, como se estivéssemos olhando para um espelho.
O rei Ezequias esta nos dizendo o seguinte: chega de irmos a igreja mascarados, dizendo a Deus o que ele quer ouvir, enquanto estamos mentindo para nós mesmos, pois nossos corações estão muito longe desta verdade.
Deus quer ouvir algo sincero de nossos corações.
As vezes falamos muito e em nada mudamos nossas atitudes, mas a transformação de vida é o que importa para Deus, pois é esta transformação que demonstra o que ha em nossos corações verdadeiramente.
O Senhor te diz: é tempo de limpar a casa, é tempo de limpar a casa, e você templo do espírito santo de Deus e ele quer habitar na sua plenitude dentro de nós, mas ele não pode habitar numa casa suja, cheia de pecado, é preciso limpá-la.
Se nossos corações estiverem voltados para nossas próprias almas, buscando prazeres que satisfaçam nossa carne, é porque ainda não estamos santificados.
Vamos ler em Jeremias cap.17 vers. 9 e 10.
O profeta Jeremias aponta o coração como uma das principais fontes de profecias falsas, mas nem sempre o vemos como tal, muitas pessoas são desencaminhadas pela voz tranqüila, silenciosa do coração. Há pessoas que confiam no seu próprio coração julgando confiável e digno de crédito, quando, no entanto a Bíblia nos afirma que ele é enganoso, que ele emite sinais falsos e enganosos, e muitas vezes sem que nos demos conta disso alguns chegam até dizer:olha se eu não sentir no coração que é verdade então é melhor eu não acreditar.
Querida, este falso conceito da ao coração a perigosa condição de autoridade suprema e por isto muitos são enganados. Muitas pessoas erguem em seu coração paredes de proteção, para se protegerem dos perigos emocionais e sentimentais e até dizem.
Sem tais paredes ninguém sobrevive.
Precisamos aprender a fazer distinção entre está voz enganosa que vem de uma alma ansiosa, inquieta e de um coração duvidoso, e discernir a voz que vem de Deus.
Em João cap. 14 vers. 1 o Senhor nos diz: não se turbe o vosso coração crede em Deus credes também em mim.
Há muitos motivos para os nossos corações estarem turbados, entre eles o medo, a insegurança, violência, desemprego, sofrimento, perda de um ente querido, divórcio, problemas de saúde e por ai a fora.

E diante dos problemas enfrentados, das tempestades que se levantam, muitas pessoas elaboram seu próprio sistema defensivo, e é isto que eu chamo de paredes.

A mulher que, em seu estado de cegueira espiritual, não enxerga sua vulnerabilidade, nem percebe que as paredes no seu coração a impede de ter relacionamentos afetivos e profundos.
Quantas mulheres estão limitando seu futuro e crescimento por causa de um medo ou ressentimento.
Provérbios 4 vers.23 diz que: sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procede as saídas da vida.
Quantas mulheres estão com o seu coração aprisionados em fundamentos falsos porque quando eram crianças ouviam palavras duras como: você não faz nada direito, você é mole demais, é lenta demais para aprender ou então uma frase talvez comum entre mães quando diz para filho: você nunca arruma seu quarto.
Esta pessoa cresce acreditando que é uma garota desmazelada, feia e burra porque sua identidade foi baseada nos comentários que ouviu.

Há mulheres que baseiam sua identidade naquilo que realizam e no seu desempenho, se ela não consegue realizar aquilo que planejou que sonhou em fazer, ela passa a se sentir fracassada frustrada e se torna critica consigo mesma sempre se cobrando.outras baseiam sua identidade no que possuem ou tem, ela sofre de uma necessidade insaciável de adquirir coisas e quando não estão bem consigo mesma, saem as compras, elas lutam com a tendência de comparar o que tem com o que outras possuem.
Ha mulheres que baseiam sua identidade sobre o que acham de sua aparência passam inúmeras horas a frente do espelho.
É uma insegurança tão grande, pois elas trocam de roupa diversas vezes e gastam muito dinheiro com produtos de beleza, a uma necessidade desta pessoa se sentir atraente se auto afirmar ser aceita através de sua aparência.
Ha mulheres que na sua infância passaram por abuso sexual quando isto acontece eles enfrentam sentimentos de indignidade tem a sensação de estarem sujas ou impuras, e quando a criança é abusada vem um espírito de medo sobre ela que a impede de contar aos pais, porque se acha culpada ou fica com medo de ser castigada, de apanhar ou de não acreditarem nela, todas as mulheres que passam por esse trauma, acabam carregando um fardo de culpa sobre si, e então vem os bloqueios, e as paredes começam a se formar em torno do coração.
Como é que um abuso sexual acontecido na infância pode estar te afetando hoje.
Se você tem a sensação de ser um objeto ou uma mercadoria na vida do seu marido. Se você sente culpa, medo, depressão,
Baixa auto estima, ira, reprimida,incapacidade de confiar nas pessoas, dificuldades com o auto domínio e controle.
E mais, existem alguns sintomas sexuais que também ficam evidentes na vida de uma pessoa que foi abusada sexualmente.
Vou relacionar alguns: falta de desejo ou inibição sexuais no casamento. Disfunções sexuais, dor nas relações sexuais, incapacidade de sentir prazeres, promiscuidade, problemas de identidade sexual, atração por atividades sexuais ilícitas como: filmes pornográficos, revistas, sites.
Querida precisamos pedir ardentemente ao Senhor, que a luz de Deus se acenda em nós e nos conscientize daquilo que estamos escondendo por trás de uma parede.
O Senhor Jesus ele quer curar causas e não efeitos, ele quer ir na raiz do problema na origem dele.
Precisamos pedir clamar a Deus pelo seu auxilio, pedir ao espírito santo que jorre a sua luz nos nossos pecados que ainda não foram tratados.
Mas quero que você saiba disto: quando passamos pelo tratamento de Deus, quando desejamos ardentemente a cura da nossa alma dos traumas vividos tenha certeza de uma coisa, ira começar uma turbulência em nossa alma, e quando você começar a clamar, começa se formar uma tormenta dentro de nós. E quanto mais você ora, mais ela se intensifica. Porque para que haja cura em seu coração o Senhor precisa mexer na ferida, aquelas feridas purulentas, mal cheirosas de tantos anos é preciso que seja limpa, tirada todo pus. Mas quando você se submete a este tratamento, os tijolos das paredes começam a ruir a se soltar e outros vão caindo até todas as paredes do seu interior desabarem. E quando isso acontece, ficamos alarmadas, temerosas e outras vezes nos sentimos arrasadas.porque, mexer na ferida dói, mas esta dor é necessária para que haja cicatrização e restauração nas áreas afetadas e então quando a poeira daquelas paredes se assentam você pode assumir duas atitudes.

1- ficar revoltada, sacudir o dedo no rosto de Deus, dizer que ele é injusto infiel, arbitrário e que não te ama ou…
2- você pode abaixar a cabeça o rosto molhado de lágrimas proveniente de um coração quebrantado e contrito que o Senhor nunca despreza.

Se você assumir a primeira atitude, de não querer se posicionar, não expor as feridas para serem cuidadas, limpas saradas então você vai se levantar e reconstruir paredes mais grossas e fortes em torno destas feridas e traumas.
Agora, quem se submete à segunda atitude que é humilhar diante de Deus e confessar os seus temores traumas, frustrações, confessar a dor da vergonha à dor da rejeição, confessar o orgulho à arrogância, prepotência então esta pessoa se levanta no meio dos entulhos dos tijolos que estão desmoronando e se erguem para uma nova vida livre das paredes do passado. Querida, o que você aprendeu na ultima tempestade que te sobreveio, será que precisa passar por outra para que aprenda a lição e tome o rumo certo. Em Amós 5:19 “é como se um homem fugisse de diante do leão e se encontra-se com ele ou urso, ou como se entrando em uma casa a sua mão encostasse a parede e fosse mordido por uma cobra”.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

...