Perdendo a vida no ambiente da vida. PARTE 2



Texto-chave: Atos capítulo  20 versículo 7 a 12

A igreja em Trôade vivia a sua rotina abençoada. Naquele domingo, ninguém menos que o apóstolo Paulo, que visitava os irmãos ali, estava pregando, mas um jovem chamado Êutico, caiu de uma janela e morreu, porque dormiu durante o culto… Hoje em dia isso está acontecendo com muita gente no meio da igreja. Há crentes morrendo espiritualmente, apesar de estarem num ambiente abençoado como o da Casa de Deus.

VAMOS AVALIAR O QUE LEVOU O CRENTE ÊUTI-CO À MORTE E TENTAR TRAZER ISSO PARA NOSSA VIDA ESPIRITUAL.

1) ÊUTICO É A FIGURA DOS ABENÇOADOS QUE PASSAM DA VIDA PARA A MORTE

“Um jovem, chamado Êutico… caiu do terceiro andar abaixo e foi levantado morto” (vs. 9)

– Seu nome significa “afortunado” (ou “abençoado”) e por isso ele pode representar qualquer um de nós, alcançados pela salvação. Somos todos “Êuticos” por podermos estar onde estamos e vivenciar o que vivenciamos, mas, como esse jovem, podemos perder a riqueza de tudo e morrer espiritualmente, trazendo tristeza e dano à marcha da igreja… O culto teve que parar porque Êutico, descuidado, caiu e morreu. Isso é um alerta para nossas vidas! – Ler I Coríntios 10:12.

2) ÊUTICO MORREU PORQUE FEZ O CAMINHO INVERSO DO FERVOR

– “Êutico, que estava sentado numa janela…” (vs. 9)

– Talvez um dia esse jovem tenha sido um daqueles que sentavam na frente, com caderno e caneta, aos pés do pregador. Mas ele foi se permitindo distanciar e agora fazia parte da “turma do fundão”, daqueles que estão ali, mas nem tanto. É muito perigoso quando admitimos recuar, diminuir a marcha, seguir Jesus de longe, como Pedro, que terminou chorando amargamente (Leia Lucas 22:54,62). O primeiro amor não é perdido, é abandonado! Quando deixamos de ser fervorosos, de estar no centro do mover de Deus, para nos acomodar numa posição mais distante, dispersa, descomprometida, estamos nos colocando em perigo

Ler também Romanos 12:11-12.

3) ÊUTICO MORREU PORQUE SE PERMITIU DESCONECTAR

“adormecendo profundamente…” (vs. 9) – Provavelmente, tudo começou com um cochilo, algumas “pescadas” durante o culto… Às vezes, achamos que nos desligar do que Deus está fazendo, do que a igreja está vivendo, é um processo normal, até um direito nosso. Entretanto, quando damos lugar à carne, entramos num caminho de esfriamento que pode terminar em sono profundo. Muitas das pessoas que já não estão mais na fé, começaram seu afastamento pensando: “É só um culto que eu vou faltar, são só alguns dias sem orar, é só um pecadinho que eu não vou confessar.” E, assim, começaram a ser tomadas pelo sono da morte

Ler também I Tessalonicenses 5:5-6; Romanos 13:1-2; .

4) ÊUTICO MORREU PORQUE PERDEU A CAPACIDADE DE PERCEBER A RIQUEZA DAQUELE MOMENTO

“adormecendo… durante o prolongado discurso de Paulo” (vs. 9) – É admirável o fato de que ele dormiu profundamente “durante” uma tremenda palavra apostólica! Havia uma discrepância enorme entre a sua postura e o mover de Deus naquele lugar. Sua atitude não era coerente com o ambiente. Ele perdeu a noção da santidade e do caráter celestial da vida da igreja! Quando nosso comportamento não reflete e não valoriza o que Deus está fazendo, estamos perto da morte espiritual. Um dos principais sintomas na vida de alguém que esfriou é o desprezo pelo que está acontecendo na igreja. Tudo passa a ser tratado como algo comum e desinteressante – Ler Jeremias 6:19.

5) ÊUTICO MORREU PORQUE FOI VENCIDO POR UMA DIFICULDADE PESSOAL

“vencido pelo sono, caiu do terceiro andar…” (vs. 9) – Há coisas que precisamos vencer para não perder a fé: cansaço, mágoas, argumentos de incredulidade, preguiça, orgulho, pecado… Aquele jovem foi vencido pelo sono (se provocado pelo cansaço ou pelo desinteresse, não sabemos). Podemos concluir que ele não lutou o suficiente para manter-se acordado… Muitas vezes, perdemos o vigor espiritual, porque nos entregamos, deixamos de nos esforçar e somos vencidos pela nossa carnalidade

Ler Romanos 12:21.

6) ÊUTICO MORREU PORQUE BRINCOU DE SE EQUILIBRAR NA FRONTEIRA ENTRE A LUZ E AS TREVAS “caiu do terceiro andar abaixo e foi levantado morto…” (vs. 9) – Aquela janela era o limite. Dali para dentro havia a luz e a vida do povo de Deus. Dali para fora, as trevas e a morte do mundo. Este definitivamente não é o lugar para um crente ficar, mas Êutico achou que teria sempre o controle da situação. Sentou e desconsiderou os riscos que corria. Por isso, caiu do terceiro andar e morreu… A vida cristã que não é radical é sempre vulnerável. Quando uma pessoa decide ser crente, mas “nem tanto”, decide ser da igreja, mas não se envolver muito, quer a bênção, mas não rejeita drasticamente o pecado, está no lugar mais perigoso em que poderia estar.

Ler também Tiago 4:4; Apocalipse 3:15-16.

CONCLUSÃO – Antes de ter um tempo de oração com a célula, leve os participantes a refletirem se não estão numa situação parecida com a de Êutico, correndo o risco da queda por causa da frieza e do descompromisso. Peça para uns orarem pelos outros, depois de estimular aqueles que se sentem vulneráveis, a se apresentarem. Se houver visitantes, desafie-os a entregarem-se a Cristo.

Fonte: ComunidadeCristã
Pr. Danilo Figueira

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *