Tempo para seus adolescentes


Você ama seu filho adolescente, mas será que ele sente isso? Está recebendo essa mensagem? Caso contrário, assemelha-se a uma estação de rádio que transmite um sinal que não é recebido; vocês dois estão em sintonias diferentes.

“É claro que ele sabe que eu o amo”, você pode dizer. “Dei-lhe um lindo presente no aniversário e ele tem um quarto exclusivo na casa. O que mais um adolescente pode desejar?”

Não são de coisas que os adolescentes realmente necessitam. Pode ser mais fácil comprar uma TV para seu adolescente a fim de que assuma a responsabilidade de conversar com ele. Atalhos no amor não funcionam. Você deve amar seus filhos de forma tal que se sintam amados. Mostre-lhes que se importa com eles ao amá-los durante 1) os tempos difíceis; 2) ao conversar com eles; 3) tocá-los e 4) ao passarem tempo juntos.

1. Tempos difíceis

Apoiar os filhos adolescentes durante os tempos difíceis é a prova do verdadeiro amor. Como você se sente quanto eles o constrangem, magoam ou desapontam? É nessa ocasião de que mais necessitam do seu amor. O amor não deve servir como recompensa ou ser suprimido, de acordo com o comportamento de seu filho. É durante os tempos difíceis que descobrem o quanto realmente são amados. Notas baixas, dificuldades para fazer amigos, más decisões – são oportunidades para demonstrar amor. Não os condenar.

Ao você encorajar seu filho adolescente durante os dias difíceis, passe tempo com ele e mostre-lhe afeição nos pequenos detalhes, por meio do toque e ao abordar assuntos do interesse dele. Ao assim proceder, poderá ter a certeza de que saberão que são amados.

2. Conversar com eles

Os adolescentes necessitam saber que você valoriza suas idéias. O melhor bate-papo ocorre espontaneamente, nos momentos descontraídos, ou seja, durante uma caminhada, no quarto deles antes de adormecerem, ou fazendo compras. Fale dos princípios de Deus: “Tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te e ao levantar-te” (Deuteronômio 6:7).

3. Tocá-los

Todos necessitam ser tocados. O toque é tão crucial que os bebês que não são segurados morrem.

À medida que as crianças crescem e se tornam adolescentes dão a impressão de que não gostam de serem tocados. Contudo, há formas de tocar um adolescente diferentes da forma que se toca uma criança. Por exemplo, você pode fazer-lhe um cafuné ou dar-lhe uma batidinha no cotovelo ao dizer algo. Se ele estiver sentado, pode aproximar-se por trás e coçar suas costas ou pescoço. Pode colocar suas mãos no ombro dele por dois ou três segundos ao iniciar uma conversa com eles. Embora seja muito difícil mostrar afeitar afeição aos adolescentes, eles necessitam dela mais do que nunca.

4. Passarem tempo juntos 

É importante passar tempo com qualidade com seus filhos adolescentes. Muitas vezes isso exige sacrifício pessoal para estar com eles e envolver-se em atividades do interesse deles. Você deve entrar no mundo deles ao invés de exigir que entrem no seu.

Acima de tudo, os adolescentes sentem que seus pais os amam quando estes amam um ao outro. Dizem que a melhor coisa que o pai pode fazer por seus filhos é amar a mãe deles; e a melhor coisa que a mãe pode fazer por eles é amar seu pai. Dessa forma, as crianças e adolescentes podem ser “atraídas” ao triângulo do amor: pai, mãe, filho. Sua segurança deve estar firmada no conhecimento de que o amor que lhes deu a vida permanecerá forte. Portanto, o amor em ação não é apenas o tempo que os pais passam amando seus filhos, mas também o tempo investido em amarem-se mutuamente.

Que o Senhor fortaleça nossos lares com o Seu maravilhosos amor!

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *