Homens da Bíblia – Davi

De pastor de rebanhos a rei de Israel.

Davi era filho de Jessé, o belemita. Era o mais novo entre seus irmãos. Vivia a pastorear o rebanho de seu pai e foi ungido por Samuel para preceder o reinado de Saul. Ele foi o segundo rei de Israel e governou por 40 anos, até 970 a.C. (antes de Cristo).

Se dependesse de sua família, Davi não seria o escolhido. Deus, porém, tinha um propósito para o menino ruivo, de baixa estatura, que tocava harpa e pastoreava o rebanho de seu pai.

Davi podia até ser esquecido pela família, mas era reconhecido por Deus. E o Senhor o tirou do anonimato. Tirou-o dos pastos de Belém, onde enfrentava constates perigos das feras do campo, para reinar sobre Israel.

Ele passa a ter notoriedade a partir da luta entre israelenses e filisteus, quando derrota o gigante Golias.

A primeira vitória

Enquanto todo o exército tremia de medo do gigante que afrontava o povo de Israel – muitos deles até fugiram –, Davi se prontificou a pelejar.

A Bíblia relata que “Saul vestiu a Davi da sua armadura, e lhe pôs sobre a cabeça um capacete de bronze, e o vestiu de uma couraça. Davi cingiu a espada sobre a armadura e experimentou andar, pois jamais a havia usado; então, disse Davi a Saul: Não posso andar com isto, pois nunca o usei. E Davi tirou aquilo de sobre si.” 1 Samuel 17:38-39

Essa passagem mostra que não devemos depender da força do homem, mas sim da couraça da Justiça. Se porventura Davi tivesse ganhado a batalha com as vestes de Saul, poderiam achar que a vitória dele havia dependido disso, mas, como bem disse Davi a Golias: “… Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado.” 1 Samuel 17:45

Cheio de fé e na certeza de que Deus era com ele, Davi “Tomou o seu cajado na mão, e escolheu para si cinco pedras lisas do ribeiro, e as pôs no alforje de pastor, que trazia, a saber, no surrão; e, lançando mão da sua funda, foi-se chegando ao filisteu.” 1 Samuel 17:40

Davi não agiu por impulso. Na pressa, ele bem que poderia pegar as primeiras pedras que estivesse ao alcance de sua mão. Mas a Bíblia diz que ele escolheu para si cinco delas.

Que nos momentos de dificuldades possamos ter paciência para escolher as nossas armas. São as escolhas certas que farão a diferença e derrotarão o nosso inimigo.

Lições

Golias desprezou Davi, porquanto era moço, ruivo e de boa aparência (leia 1 Samuel 17:42). Quantas pessoas nos julgam apenas por nossa aparência, pelo que os olhos veem? Quantos dizem que não iremos conseguir porque somos simples, porque nosso passado sempre foi de derrota, porque somos esquecidos até dentro de nossa própria casa?

Mas a fé não pode ser movida pelo que os olhos visualizam, pelo que os nossos ouvidos escutam. A fé é a certeza de coisas que se esperam. E Davi esperava Naquele que nunca perdeu uma batalha. A sua força vinha de Deus.

Davi atirou uma pedra, feriu Golias na testa e ele caiu com o rosto em terra. Pela lógica, o gigante deveria ter caído para trás, mas caiu com o rosto em terra, confirmando o versículo bíblico: “… Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos debaixo dos teus pés.” Salmo 110:1

Reflexão

Talvez você se encontre em uma batalha praticamente sozinho. Você tem vivido em uma terra de gigantes e olha ao redor e as armas parecem muito simples para derrotar o inimigo. Como vencer? Faça como Davi: escolha as cinco pedrinhas e creia que por mais simples que essas pedras possam ser, Deus lhe dará força e colocará a vitória em suas mãos.

Davi tornou-se um rei popular, transformando o povo judeu em uma nação estabelecida. Depois dessa batalha, ele enfrentou várias outras. Sofreu perseguições, pecou, mas nunca se esqueceu do Deus de Israel.

Que assim como esse homem simples do campo, nunca fujamos de uma batalha. E lembremos sempre de que Deus tira pessoas do anonimato, unge, dá vitória e faz o nome dos seus servos ser conhecido por toda a Terra. Todos conhecem o nome de Davi, que foi citado 1.139 vezes na Bíblia.

Por Elliana Garcia
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *