Levanta os teus olhos e vê. PARTE 1



Texto chave: Gênesis, capítulo 13 versículo  14 a 17

Quando o Senhor falou esta palavra a Abraão (aqui, ainda Abrão, porque Deus não lhe havia mudado o nome), ele estava correndo um sério risco espiritual: o da acomodação. Ele havia se convertido ao Senhor, deixado à velha vida de idolatria para trás, mas, além disso, nada de muito extraordinário acontecera com ele. Ao contrário, Abrão descobriu que andar com Deus nem sempre seria um “mar de rosas”. No capítulo 12 lemos que, depois de ter assumido a fé, ele foi para a terra que Deus lhe mostrou, mas ao chegar lá, encontrou fome. Teve que rumar para o Egito e lá, por medo, quase perdeu sua esposa para o Faraó da época. Voltou a Canaã e, no começo do capítulo 13, sofreu uma nova decepção. Seu sobrinho Ló, que ele amava com a um filho, brigou com ele e o deixou. Tudo isso, além do tempo que estava passando sem grandes conquistas, podia levar este homem abrir mão de uma vida extraordinária, para se acomodar à insignificância, mesmo que não abandonasse o Senhor.

FOI ENTÃO QUE DEUS VEIO AO SEU ENCONTRO PARA DESPERTÁ-LO, DIZENDO: “LEVANTA OS TEUS OLHOS!”…

VAMOS PROCURAR ENTENDER O QUE ISTO SIGNIFICA, JÁ QUE NÓS TAMBÉM CORREMOS O RISCO DE NOS ACOMODAR A UMA VIDA CRISTÃ SEM EXPRESSÃO E NÃO FOI PARA ISSO QUE DEUS NOS SALVOU.

  • LEVANTAR OS OLHOS É DEIXAR PARA TRÁS OS ARGUMENTOS QUE LHE LEVAM À MEDIOCRIDADE ESPIRITUAL
  • “Disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se separou dele: Levanta o teus olhos…” – Ninguém vive no nível da fé, se estiver preso às decepções! Ló se tornou uma frustração, uma perda, mas Abraão não podia ficar paralisado naquilo e nem nas outras dificuldades que ele havia enfrentado… Quais são os argumentos que lhe seduzem à pequenez? O que a vida lhe ofereceu para provar que você nunca terá conquistas extraordinárias. Ouça o que Deus está dizendo: “Levante os seus olhos!” Não aceite viver cabisbaixo! Não aceite que as circunstâncias sejam mais poderosas do que a Palavra de Deus. Creia no que o Senhor diz e não no que a vida tenta lhe impor! – Ler também Filipenses 4:12-13; II Coríntios 4:7-9.

2) LEVANTAR OS OLHOS É NÃO BASEAR O FUTURO NOS LIMITES DO PRESENTE

“Levanta o teus olhos e olha desde onde estás…” – Abraão estava velho, sua mulher continuava estéril e, até então, não havia conquistado promessa alguma ainda. Portanto, até ali, nenhum fato da sua história apontava para o extraordinário. Mesmo assim, o Senhor lhe diz: “Desde onde você está (sua vida natural), projete-se para o sobrenatural! Levante os olhos! Ouse crer em coisas que vão além de sua condição atual”… Uma das coisas que podem prender o crente a uma vida espiritual medíocre é ele se fixar em sua condição natural, ao invés de acreditar no que Deus diz a seu respeito. Por isso, não importa em que estado estejamos agora, é dessa condição que Deus nos desafia a crer em coisas maiores!

Ler também II Coríntios 4:18; Joel 3:10. I Coríntios 1:27-29.

3) LEVANTAR OS OLHOS É FAZER A OPÇÃO POR UMA VIDA PLENA EM DEUS

“olha desde onde estás para o norte, para o sul, para o oriente e para o ocidente…” – Talvez Abraão, naquele momento, estivessem apenas buscando um lugar para habitar sozinho (com a família), mas Deus o havia chamado para ser uma nação. Por isso, era necessário que ele alargasse sua visão, olhasse em todas as direções. Muitos de nós, nos encontramos assim, buscando apenas o nosso “lugar ao sol”. Uns estão dando tudo por sua vida profissional, porque esperam daí a sobrevivência. Outros, se ocupam com a família, ou com os estudos, mas deixam de lado outras áreas. Ouça! Deus quer que você olhe em todas as direções, que você creia numa vida de plenitude! Não adianta investir apenas numa área. O crente precisa ter uma visão completa, multifocal!

Ler também I Tessalonicenses 5:23; Efésios 3:17-19.

CONCLUSÃO – Conduza um tempo de oração, levando seus discípulos a avaliarem se não estão estagnados, vivendo uma vida cristã muito comum e sem expectativas. Desafie-os a levantarem os olhos para viverem num novo nível de fé. Havendo algum visitante, não perca a oportunidade de oferecer-lhe a salvação e orar com ele.

Fonte: ComunidadeCristã
Pr. Danilo Figueira

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *