Homens da Bíblia – Assuero


Um homem justo, aberto para corrigir erros

Assuero era um rei que gostava de obediência. Ele ordenou que sua esposa, a rainha Vasti, por exemplo, deveria dar lugar a outra rainha, por ter se recusado a estar na presença dele durante um banquete (Ester 1:10-22). Isso serviria de exemplo para que outras mulheres do reino não desobedecessem seus maridos.

Logo depois, Assuero acha graça em Ester e casa-se com ela. Uma mulher judia, mas que guardou sua raiz familiar em segredo, conforme pedido do seu primo Mardoqueu, que a criou (Ester 2: 1-19).

Mardoqueu descobriu uma conspiração contra o rei e avisou Ester, para que ela avisasse Assuero. Esse feito ficou registrado nas crônicas perante o rei.

O rei Assuero tinha um ministro chamado Hamã, a quem ele honrou, e todos que estavam à porta do rei deveriam se prostrar perante ele. Mas Mardoqueu não se inclinava. Isso muito indignou Hamã e fez com que criasse ódio em seu coração (Ester 3:1-6).

Por causa desse ódio, Hamã usa da confiança que Assuero tinha depositado nele e manda matar todos os judeus, pois sabia que aquele homem que não o honrara tinha essa linhagem (Ester 3:7-15).

Porém, certo dia, o rei estava lendo as crônicas do seu reinado e viu que um homem o havia beneficiado, mas que não houve retribuição. Dessa forma, ordenou a Hamã que honrasse Mardoqueu (Ester 6).

Depois disso, a rainha Ester desmascara Hamã na frente de Assuero, ao pedir que seu povo fosse poupado da lei que antes fora editada. E Hamã foi enforcado na mesma forca que antes havia preparado para Mardoqueu, conforme ordem do rei (Ester 7).

Agindo de forma correta

Assuero era um homem justo, mas confiou na pessoa errada, que o fez tomar atitudes precipitadas e sem escrúpulos. Porém, ao saber que não havia agradecido a Mardoqueu de alguma forma, mandou que ele fosse honrado.

Podemos aqui dizer que Assuero demonstrou, além de ser justo, ser humilde e aberto para corrigir erros. Ele, como rei, poderia deixar de honrar alguém, pensando que somente ele deveria ter destaque no reino. Também não precisaria resgatar uma história do passado para corrigir um erro, poderia apenas ficar quieto e deixar tudo como estava, mas não o fez.

E você, está agindo como na sua vida, como um Assuero ou sendo injusto com as pessoas? Tem tido coragem de corrigir os erros do passado, de pedir perdão, de ter uma boa conversa sincera e honesta?

Assuero não colocou obstáculos para fazer o que era justo e correto. Ele não pensou em si, na sua posição de rei, foi humilde e deu exemplo de honestidade.

É esse mesmo exemplo que você está dando para as pessoas?

Deixe suas limitações pessoais de lado e seja justo, demonstre complacência e amor pelas pessoas. Seja um cristão digno de ser chamado cristão. Seja um “Assuero” por onde passar.

Por Tany Souza

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *